Como customizar suas roupas

Dicas para o customização de roupas
Dicas para o customização de roupas

A ideia de customizar as roupas que já temos paradas no guarda roupa não é nada nova. Porém muitas pessoas ainda acham muito difícil se aventurar a customizar uma peça e acabam indo na loja e comprando logo uma roupa nova. Isso não é só um grande desperdício como faz com que você perca a oportunidade de criar lindos e exclusivos looks que por serem feitos por você vão ter ainda mais a sua cara. Para as que estão precisando de uma graninha extra a customização de roupas pode ser ainda um passatempo que pode gerar lucro.

O primeiro passo para começar a customizar as suas roupas e dar uma boa geral no armário e separar tudo o que não usa mais e que gostaria de dar uma repaginada. Vale desde aquela calça jeans velha até aquele vestido preto básico que já tá muito batido e quase saindo de casa sozinho. Separadas as peças alguns materiais são necessários, entre eles tesoura, linhas e agulhas, cola (cola quente, cola de tecido), lantejoulas, renda, tinta relevo, fitas, apliques, miçangas e o que mais a criatividade permitir.

Para repaginar uma camiseta básica além da opção de recortes, o que pode dar um ar muito informal para a peça a grande dica é utilizar apliques. Use a criatividade para escrever frases (existem canetas com tinta de tecido que são ótimas para isso) e fazer apliques, fitas e miçangas dão todo um charme para blusinhas, e podem ser facilmente aplicadas com linha e agulha ou mesmo cola quente ou de tecido. Os vestidos básicos que exigem uma customização mais chique podem ganhar um barrado de renda, ou paetês nas alças e no contorno do decote. Com fitas de cetim e tiras de renda é fácil fazer flores para aplicar em roupas ou mesmo acessórios.

Por fim as calças do guarda roupa podem virar lindos shortinhos, para tanto basta cortar as pernas das calças na altura desejada, na barra você pode optar por dobrar e colar, ou por desfiar o jeans. Cuidado para não cortar o forro do bolso, se ele ficar visível, como está super na moda, pode aplicar paetê ou mesmo um tecido estampado. Em bermudas fica lindo a aplicação de strass (podem ser comprados em armarinhos os de fácil aplicação com ferro de passar roupa). Para ousar ainda mais é possível transformar o shorts em uma bela minissaia. Para isso descosture o cavalo e costure-o de forma a ficar como uma saia, passe bem e pode sair arrasando, se achar que ficou muito curto pode fazer um babado na barra para disfarçar.

Guarda-roupa renovado com quase custo zero agora é só aproveitar e sair arrasando

Confira outros artigos com dicas para sua imagem pessoal:

Foto: cihara.blogspot.com.es

Moda reciclada

Exemplo de roupa feita de roupa pela feitas por Gabriela Mazepa

Peças encalhadas não são mais uma preocupação. Estilistas, como a uruguaia Agustina e a brasileira Gabriela Mazepa, resolveram dar um basta e reaproveitar o que não era vendido em novas coleções.

A cada temporada é incontável o número de peças como blusas, calças e vestidos que não são vendidos e ficam nas araras das lojas sobrando. A fabricação em grande quantidade também é um dos motivos da grande sobra de roupas.

Em vez de descartar em algum lixo e até mesmo queimar, a reciclagem de peças surgiu como uma solução, além de ter um compromisso com a sustentabilidade. De uma calça pode surgir um colete, ou de um vestido uma blusa.

Em entrevista para a Marie Claire, as estilistas Agustina e Gabriela contaram sobre a nova experiência. “O processo é muito desafiador. Gostamos de manter o DNA da peça original, afinal houve um esforço anterior, mantemos a costura, cortamos”, comentou a uruguaia. Nascida em Montevidéu, a estilista mora há sete anos em São Paulo e comanda a marca In.Use, junto com a sócia Ana Piriz.

“Chegamos a resultados que nunca conseguiríamos com o lápis e papel”, conta. A história da marca começou há três anos quando uma grife uruguaia propôs às duas a criarem uma linha feita com sobras de estoque. A produção de peças ainda é pequena, mas elas já falam sobre suas experiências em reciclagem de peças em palestras e em faculdades de moda no Brasil, e em outros países da América do Sul.

A estilista brasileira Gabriela Mazepa segue a mesma linha e sua função é eliminar os rastros da peça original. No comando da marca Conexão, Gabriela ganhou um prêmio do governo inglês por seu trabalho. A premiação é um estímulo para iniciativas em moda. A oportunidade surgiu quando a brasileira fechou uma parceria com uma empresária do Sri Lanka. “Em Londres, surgiu a oportunidade de desenvolver coleções para reaproveitar os excessos. Trabalho basicamente com malha. É um quebra-cabeça criar um molde que seja adaptável a qualquer situação”, explicou.

“Criar sobre o que já foi criado é uma nova forma de fazer moda”, comenta Agustina. Com a dinâmica do mercado surgiu um novo tipo de produção na área da moda. A reciclagem de roupas surge como uma opção não só econômica, mas também sustentável. É uma nova possibilidade de fazer moda e de oferecer aos consumidores um produto que seguiu uma linha de produção alternativa.

Confira algumas peças aquí.

Gucci lança óculos eco-friendly

Ainda na moda sustentável, a Gucci é mais uma marca compromissada. A marca lançou uma linha de óculos eco-friendly junto com a fabricante Safilo. Os acessórios foram produzidos com o acetato “da nova geração”, que é feito com mais elementos naturais do que é usado normalmente. Os acessórios da linha eyewear também foram feitos de materiais alternativos, no caso derivados da semente de mamona. Gucci e Safilo também anunciaram que a partir de 2012, os catálogos de óculos da marca italiana serão feitos com papel certificado, opção alternativa ao papel reciclado.