Princesas da Europa: entre o poder e o glamour

Princesa Letitzia e Carla Bruni em uma Noite de Gala

Ser princesa é o sonho de toda menina. Fazer parte de um conto de fadas é comum no imaginário infantil. E as princesas da Europa protagonizam esta história na vida real. Kate Middleton, Letizia Ortiz, Victoria, Magdalena e Mary são algumas das realezas do século XXI que estão em um dos postos mais desejados do mundo.

Letizia Ortiz, princesa da Espanha, é um exemplo de conto de fadas. Ela conquistou o Príncipe Felipe, mesmo não fazendo parte de nenhuma família real. Letizia era uma jornalista de sucesso que já havia se casado uma vez com um professor, antes de oficializar o matrimônio com o príncipe. O casal teve duas filhas: Leonor e Sofia. Letizia teve que deixar a profissão para se dedicar à família e ao posto de princesa.

Mary Elisabeth Donaldson, princesa da Dinamarca, filha de plebeus, nasceu na Austrália em 1972.  A australiana estudou direito, trabalhou na área de eventos e em 2001 conheceu o príncipe Federico da Dinamarca, e três anos depois se casaram. Mary teve dois filhos com o príncipe.

As irmãs Victoria e Magdalena são as badaladas princesas e filhas dos reis da Suécia. Magdalena, formada em História da Arte pela Universidade de Estocolmo, é a irmã mais nova e famosa pelos seus casos românticos e sua vida noturna. Atualmente, trabalha para a UNICEF de Nova York.

Já Victoria é low-profile. Formadaem Ciências Polpiticas pela Universidade de Upsala, em 1997, houve rumores de que estaria sofrendo de anorexia, mas a princesa superou os problemas. Ela foi a única mulher como primeira herdeira de um trono no mundo.

Outra princesa é a Máxima Zorreguieta, dos Países Baixos. Nascida em Buenos Aires, Máxima é muito querida pelos holandeses. Formada em Economia pela Universidade Católica de Buenos Aires, ela conheceu o príncipe em Sevilha, durante a Feira de Abril. Em 2002, ela se casou com Guillermo Alejandro de Orange-Nassau e tiveram três filhas: Catharina-Amalia Beatrix Carmen Victoria, Alexia Juliana Marcela Laurentien e Ariane Wilhelmina Máxima Ines.

A princesa Mette-Marit é casada com o príncipe da Noruega Haakon Magnus, desde 2001. Antes Mette-Marit havia trabalhado em uma cafeteria, onde conheceu um traficante de drogas, com quem teve um filho. Mas a futura princesa foi uma mãe solteira. No final dos anos 90, ela foi ao Festival Quart, em Kristiansand, maior festival de rock da Noruega.  Lá, ela conheceu o príncipe Haakon. No início a relação dos dois foi um tema polêmico no país devido ao seu passado, e porque eles tinham um relacionamento aberto, algo que não era aceitável para um integrante da família real.  Em 2001, eles oficializaram a união e a princesa retomou os seus estudos. Ela foi para a Escola de Estudos Orientais e Africanos na Universidade de Londres. O casal teve dois filhos: Ingrid Alexandra e Sverre Magnus.

E você pode saber como é a vida das Princesas do secúlo XXI.

Foto: El_Enigma no Flickr 

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Um comentário em “Princesas da Europa: entre o poder e o glamour”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.