Mudanças na gigante Chloé

Chloé é uma das mais conhecidas marcas de luxo

A maison francesa de luxo Chloé anunciou em maio a substituição de Hannah MacGubbon por Clare Waight-Keller, como a nova diretora criativa da marca. Hannah estava no cargo há dez anos e deixou  o posto para se dedicar a novos projetos. E Clare antes de assumir o cargo tinha para a Pringle of Scotland por seis anos, também como diretora artística, e depois tinha saído para se dedicar à família.

“Sentiremos saudades do seu talento, e estamos orgulhosos por tê-la na lista de grandes designers que marcaram a história da Chloé desde 1952”, disse Geoffroy de la Bourdonnaye, diretor executivo da empresa no pronuncionamento sobre a saída de Hannah.

Clare se formou em Moda no Ravensbourne College of Art , em Londres, e iniciou a carreira na Gucci, sob a direção de Tom Ford. Ela fez parte das equipes criativas da Ralph Lauren e Calvin Klein. E em 2005 assumiu o posto de diretora artística da Pringle of Scotlant, onde reiventou os produtos de malha e tricô da marca.

Após o começo na Chloé, Clare foi substituída na Pringle por Alistair Carr. “Estou encantada por me juntar a uma das mais prestigiadas casas de prêt-a-porter parisienses. A Chloé é uma marca que comunica uma ideia de feminilidade descontraída e de grande sofisticação, que estou ansiosa por perpetuar. Estou desejosa por colaborar com Geoffroy de la Bourdonnaye e toda a equipa criativa da Chloé”, disse Clare que mostrou entusiamos ao entrar para a marca, que segundo ela, “combina um maravilhoso sentido de feminilidade com sofisticação”. A designer vai apresentar a sua primeira coleção na marca francesa na Semana de Moda de Paris, em setembro deste ano, para a primavera/verão de 2012.

Este ano foi um período de trocas de cargos em muitas marcas, como a Balmain, em que o novo estilista responsável pela criação é Oliver Rousteing, após a saída de Christophe Decarnin. Segundo especialitas, essa troca constante de posto se deve ao período pós-crise. Outro ponto importante é o contexto cada vez mais concorrido e acelerado, que requer estratégias de marketing que vão muito além do design de roupas e acessórios.

Em entrevista ao jornal WWD, a consultora de marcas americanas Floriane de Saint Pierre falou sobre a constante reorganização nas marcas e sobre a necessidade de terem diretores criativos e CEOs. “A criatividade pura está se tornando tão importante quanto a habilidade de gerenciar talentos criativos. Na última década nós assistimos os designers se tornarem ‘diretores criativos’, disse.

Foto: joeywan no Flickr

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.