Miguel Adrover volta após dez anos afastado das passarelas

Miguel Androver volta as passarelas

Dez anos se passaram sem o público ter os trabalhos do estilista Miguel Adrover nas passarelas. O espanhol voltou ao ramo ao apresentar sua coleção outono/inverno 2013 nas passarelas do NYFW. Miguel ficou famoso por suas coleções visionárias que impactaram a indústria da moda no final da década de 90 e início dos anos 2000.

Com a nova coleção chamada Out of my mind, o estilista voltou aos holofotes ao apresentar os 45 looks nas passarelas do NYFW, no Teatro Latea. Todos os visuais foram customizados a partir de peças do próprio armário do Miguel. As peças também foram coletadas por ele em viagens pessoais ou reaproveitadas da marca Hessnatur.

É costume do estilista reaproveitar roupas de outras grifes, tanto que ele não comprou nenhum material ou pano para montar suas criações. A primeira vez que ele fez isso foi em 2000, quando levou às passarelas vários casacos estilo trench coat ao avesso da Burberry. Além da Hessnatur, Miguel criou saias e vestidos a partir de lençois da Ralph Lauren. O estilista também contou com a ajuda de quatro assisstentes para fazer a coleção.

Em entrevista a revista Another Magazine, o espanhol contou que gosta de levar às passarelas e mostra o quanto é bonito criações a patir de antigas peças, sem parecer velhas. De acordo com ele, essa ideia surgiu após uma vigem a Cuba e ao Egito. Quando estava nos dois países, percebeu que para ser feliz precisava-se de pouca coisa. “Eu quero me re-entusiasmar, achar um modo de me expressar novamente que seja significativo e sustentável e respeite as mudanças que eu vejo acontecendo no mundo”, disse.

O estilista nasceu em Maiorca, na Espanha, e mudou-se para Nova York no início da década de 90. Nos anos seguintes, suas coleções foram sempre bem recebidas pela crítica e principalmente impactaram a moda dessa década. Mas em 2001, por conta de problemas financeiros do Pegasus Appareal Group, o maior patrocinador de sua marca e também parceiro comercial, além de alguns desentendimentos e olhar crítico do público devido a uma coleção inspirada no Oriente Médio que foi apresentada dois dias antes de 11 de setembro, o estilista abandonou as passarelas e em 2005 voltou a Espanha.

Nos últimos anos, ele ficou longe dos holofotes, mas continou no ramo da moda como diretor criativo da grife alemã Hessnatur. Em entrevista ao site WWD, o estilista explicou o seu retorno.

Durante o período em que ficou sumido dos holofotes, Miguel passou a trabalhar como diretor criativo da Hessnatur, marca alemã especializada em produtos ecológicos, além de viajar por diversas localidades do mundo. A volta às passarelas de Nova York deu-se como uma surpresa a boa parte dos profissionais do mercado, mas a explicação do espanhol é pontual: “Eu deixei Nova York e minha marca em 2005 e estive aprendendo muito desde então. (…) Eu não podia mais segurar. Há um vazio lá fora, e eu tenho muito a dizer”, disse.

Foto Miguel Adrover: sigloscuriosos.blogspot.com

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.