Diane von Furstenberg vai à FAAP, em São Paulo

Diane von Furstenberg

Em novembro, a grande estilista belga, naturalizada americana, Diane von Furstenberg foi à Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP), em São Paulo, e fez uma palestra em um auditório lotado de alunos e convidados, onde contou histórias de sua vida e carreira.

Diane é um ícone da moda, afinal foi ela quem criou o wrap dress que caiu no gosto das mulheres do mundo inteiro. “O wrap dress é muito simples, não é como se eu tivesse inventado a lua (…). Mas ninguém nunca o tinha feito em jersey, e ninguém o tinha feito com estampas”, disse a estilista sobre o seu trabalho mais conhecido.

Ela também viveu um conto de fadas literalmente. Em 1969, ela se casou com o Príncipe Egon von Fürstenberg, filho de um príncipe alemão e de uma herdeira da Fiat. O casal teve dois filhos: Alexander, que nasceu seis meses depois do casamento e Tatiana que nasceu em Nova York. Ela  também chegou a receber o título de princesa, mas o casamento durou somente três anos.

“Os contos de fadas sempre terminam com a garota casando com o príncipe, esse é sempre o final da história. Mas para mim, esse foi o começo do conto de fadas”, disse na palestra. A estilista contou que quando estava grávida de noiva do príncipe, ela passou a pensar em seu futuro, pois não queria depender nunca de um homem. Então, ela pediu para Angelo Ferretti, seu amigo e dono de uma fábrica de tecidos na Itália, “para pegar algumas amostras para fazer vestidos e levar para a America”. Depois, Diane começou a investir na carreira de estilista nos Estados Unidos. Ela contou que um de seus primeiros trabalhos foi para a então editora da Vogue, Diana Vreeland.

Durante a palestra, a estilista contou uma de suas histórias prefereidas. Ela estava em voo para Pittsburgh em que ela era a única passageira mulher. Estava segurando uma cópia do Wall Street Journal, quando um outro passageiro sentou ao seu lado e perguntou por que uma mulher tão bonita estava lendo aquele jornal. Diane quase respondeu que estava na capa do jornal (o que era verdade), e ficou conversando com o passageiro. A estilista sempre defendeu a independência feminina e de seguir batalhando pelos seus objetivos, tanto que ela gosta de contar esse história em toda palestra que ela dá.

No encontro, Diane disse que sonha que seu todo o seu trabalho continue por bastante tempo. “Eu espero ter um negócio que perdure depois de mim, tenho netas interessadas.” E completou ao dizer que ela tem uma missão. Todo o seu trabalho na marca, passando por suas lojas, produtos e campanhas têm o mesmo objetivo, o de passar a mensagem: “Seja a mulher que você quer ser”.

Foto Diane von Furstenberg: mis4mogul.blogspot.com/

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.