Briga no calendário de moda internacional

A semana de moda de Milão é um dos destaque no calendario internacional de moda.

A temporada internacional de moda verão 2012 foi intensa nesse segundo semestre. As semanas de desfiles em Milão, Paris, Londres e Nova York tiveram as datas muito próximas, o que causou confusão. As organizações dos eventos nas quatro cidades têm um acordo desde 2008 para que os calendários não se choquem, mas não é o que acontece sempre.

O acordo prevê que os eventos comecem na segunda 3ª feira dos meses de fevereiro e setembro. Nova York é a cidade que sempre abre a temporada de moda, mas Milão não ficou satisfeita com o acordo. Se o acordo continuar ano que vem, a Semana de Moda em Milão comecará somente no fim de mês, já quase em outubro, o que poderia atrasar a produção de roupas e a chegada das coleções nas lojas.

De acordo com o site FFW Fashion Foward, “Mario Boselli, chefe da câmara de moda italiana, também não quer ver o evento “espremido” entre as semanas de Londres e Paris”.

Mas a diretoria do evento em Milão decidiu furar o acordo agora, em outubro, e fixou seu calendário Verão 2013 para a semana do dia 19 a 25 de setembro,  pegando alguns dias da Semana de Moda de Nova York e Londres. A decisão  colocou em uma posição delicada os editores de moda para escolher uma cidade a outra.

A estilista e presidente da Council of Fashion Designers of America, Diane von Furstenberg, publicou uma carta tentando reverter a situação. Segundo ela “esse conflito é um mal-entendido”, e que está “convencida de que ele será resolvido e que o acordo feito há três com muito custo e esforço é válido e será mantido”. Mas Mario Boselli não voltou atrás e disse que não há nada mais para acrescentar ou mudar.

Leia um trecho da carta:

“Uma carta aberta à comunidade de moda, de Diane von Furstenberg

Os desfiles de moda devem permitir que designers mostrem suas coleções e visões para a temporada seguinte.

Todos fazem enormes esforços a largas despesas para tornar isso fácil e agradável para editores e varejistas. O mercado tem se expandido muito nos últimos anos com a Ásia, Oriente Médio, Rússia e Brasil crescendo muito rápido. Isso demanda muita coordenação e planejamento.

Editores, varejistas e designers gostam da consistência de cada designer desfilar no mesmo dia da semana temporada após temporada. Isso facilita muito que todos se organizem e compareçam aos desfiles. Claramente, ano após ano, o calendário muda. Há sete dias na semana e a cada novo ano o calendário avança um dia. Alguns anos serão melhores para certas cidades, outros anos, não.

Isso é o que acontece em setembro de 2012. Eu acredito que nossos amigos em Milão não entenderam isso. Nós não mudamos a decisão que foi tomada de começar a temporada de moda em Nova York no mesmo dia todo ano, que é a segunda quinta-feira de fevereiro e setembro. Essa é a natureza do calendário.”

Para conferir a carta na íntegra, clique aqui.

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.