Alber Elbaz completa 10 anos na Lanvin

Albert Elbaz
Albert Elbaz

O designer Alber Elbaz completou, em março, 10 anos como diretor criativo da Lanvin. A comemoração foi após o desfile da grife na Semana de Moda de Paris. Também será lançado um livro sobre sua carreira, em abril. A publicação faz uma retrospectiva de todo o seu trabalho.

Nascido em Marrocos, Elbaz foi criado em Israel. Ele ficou conhecido por um trazer uma nova visão aos vestido franceses, na década de 90. O designer sempre usou tecidos leves e que valorizassem as formas femininas em seu trabalho.

Tudo começou quando ele foi convidado para assumir o posto de diretor criativo da marca Guy Laroche, em Paris, para quem realizou três coleções. O sucesso foi grande, tanto que sucedeu Yves Saint Laurent na Rive Gauche, onde também ficou por três temporadas. Depois que a grife foi comprada pela Gucci, Elbaz foi à Milão trabalhar para a marca Krizia, somente durante uma temporada. Após seu trabalho na marca, ele ficou um ano longe da indústria.

Parecia que sua carreira iria ficar estagnada até quando, em 2001, ele foi integrar a equipe da Lanvin, como diretor criativo. Em entrevista ao site de moda WWD, ele contou um pouco sobre sua carreira e de como entrou para a Lanvin. A grife precisava de um novo diretor criativo e o que o designer fez foi ligar Shaw Lan Wang, donda da marca. Não tive que convencê-la. Mesmo. Eu liguei e ela me retornou uma meia hora depois”, disse.

Ele contou que quando chegou na maison, não quis começar do zero e mudar tudo que a Lanvin já fez. Ele quis começar com uma “abordagem positiva”. “Não estou aqui para machucar o negócio”, contou.

No início ele fez uma busca por antigos trabalhos da marca e viu que muitas peças tinha um lado de “desejo”. Elbaz não pensou duas vezes e decidiu trabalhar emcima do conceito, fazendo coleções para mulheres e dando ênfase também ao design. “E eu estava muito dentro do design, porque eu vinha da casa de Geoffrey Beene, que era muito focada no design.” Foi a união de conceitos perfeita para o sucesso dos seus projetos.

Elbaz frisou que todo o seu trabalho faz parte do momento. Quando ele começou a desenhar vestidos de noiva, foi quando uma amiga de 51 anos iria casar. Ela não queria nada glamouruoso, então a primeira coisa que o estilista pensou era que precisava trabalhar naquilo imediatamente. A situação é a mesma para a linha infantil que desenhou que desenhou. Quatorze das vinte mulheres que trabalhavam com ele, estavam grávidas. “Já que todo o mundo à minha volta tinha se tornado mãe, resolvi vestir as filhas.”

Seu trabalho na Lanvin ficou muito conhecido quando Kate Moss foi a festa de Manolo Blahnik, com um de seus vestido da coleção de verão, em 2003. Inclusive, atrizes como Demi Moore, Charlize Theron e Julianne Moore são clientes da marca que amigas de Elbaz. O designer também foi notícia quando dançou com modelos em um vídeo para a coleção de outono de 2011. Uma curiosidade: a estilista brasileira Barbara Casasola já trabalhou para a Lanvin. Mês passado, ela lançou sua nova coleção em Paris.

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.