Stefano Pilati deixa a Yves Saint Laurent

Stefano Pilati, diretor criativo da Yves Saint Laurent, deixou o cargo que assumiu em 2004, no final de fevereiro. Ele assumiu o posto depois que Tom Ford deixou a grife. Pilati estará presente na temporada de moda de Paris, em março.

Em entrevista ao WWD, o estilista disse que deixou o cargo convicto em tudo que conquistou, além da gratidão que possui por aqueles que o apoiaram na sua carreira.Desejo a Yves Saint Laurent e ao seu novo diretor criativo o melhor no futuro”, disse. Em resposta, o alto executivo da grife, Paul Deneve disse que a marca deve muito ao trabalho feito por Pilati, que reuniu esforços e conquistas para desencadear um intenso processo criativo na empresa.

François-Henri Pinaut, que é CEO do PPR, conglomerado dono da grife, além de outras marcas de luxo como a Gucci e Stella McCartney, também comentou a saída do estilista. “Me junto a Paul Deneve e a maison Saint Laurent nos agradecimentos a Stefano por sua dedicação e contribuição para a história da Yves Saint Laurent.” Pinault também desejou tudo o que há de melhor.
Não foi uma surpresa quando foi anunciada a saída de Pilati. Há mais de um ano que houve boatos sobre deixar a empresa, que sempre foram desmentidos pelo próprio estilista. A grife ainda não divulgou quem irá ocupar o cargo de diretor criativo. Mas há especulações de que seja Hedi Slimane.
O “vai e vém” de estilistas ocupando altos cargos em grifes anda bem intenso desde o ano passado. Por exemplo, Raf Simons deixou o cargo na marca Jil Sander depois da temporada de moda em Milão, em fevereiro. Há ainda especulações de que ele iria ocupar o posto de John Galliano na Dior. No lugar de Simons, a própria Jil Sander irá ocupar o posto de diretora criativa.

Estou muito feliz e animada por estar de volta. A sensação é de voltar para casa depois de uma breve viagem”, disse no comunicado enviado à imprensa. Sander criou a marca em 1968. Em 1999, ela vendeu 75% da grife para o grupo Prada e um ano depois deixou a empresa por conta de desentendimentos interno. Depois, em 2003, ela retornou e um ano depois deixou a marca mais uma vez.
Entre indas e vindas, finalmente Jil Sander volta ao posto de lhe é direito e voltará a comandar uma das maiores marcas. No comunicado oficial, a estilista disse que a marca está enraizada em seu ser e que sua visão de design sofisticado ainda continua com ela. Para Sander, será um desafio e prazer criar a identidade da grife.

· Leia mais sobre estilistas e designers

Fontes:
http://ffw.com.br/ffwblog/fotografia/hedi-slimane-e-os-seus-registros-na-ysl/
http://ffw.com.br/noticias/moda/estilista-jil-sander-vai-retornar-ao-comando-de-sua-marca-homonima/

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *