Exposição sobre Alexander McQueen bate recorde de público

A exposiçao sobre Alexander McQueen no MET é chamada Beleza selvagem

A exposição Alexander McQueen: Savage Beauty, no Metropolitan Museum of Art de Nova York, bateu o recorde de público em 31 de julho. A mostra recebeu 582 mil pessoas em um único dia. Por conta do sucesso, o museu ficou com as portas abertas até  meia noite nos dois últimos dias da exposição, que foi até 3 de agosto.

Todo ano o Costume Design organiza uma mostra relacionada à moda no museu, e o estilista britânico Alexander Mcqueen foi o escolhido como tema para 2011. A exposição é uma homenagem a ele, por ser um dos grandes destaques da moda no século 20. O estilista cometeu suicídio aos 40 anos de idade, em 2010.

A mostra comemorou os 19 anos de criação do estilista e faz uma retrospectiva da carreira extraordinária do inglês. Ela contou com cerca de 100 looks e 70 acessórios que foram colocados em galerias decoradas com o temas ligados ao romantismo, que estava sempre presente nos trabalhos do estilista. Seus desfiles eram sempre performáticos e tinham características da vanguarda. «Eu queria que a mostra se desenrolasse como um conto de fadas dos irmãos Grimm», disse Andrew Bolton, curador da exposição, na inauguração em entrevista para Associated Press (AP). «McQueen era profundamente romântico, no sentido atribuído ao termo por Byron.»

A herança de Mcqueen

O estilista britânico também foi notícia por deixar 50 mil libras (equivalente a R$ 125 mil) a seus cachorros, mas a maioria de sua fortuna foi destinada ONGs e ações beneficentes, segundo seu testamento.

McQueen, que cometeu suicídio no dia 11 de fevereiro de 2010, deixou uma nota que dizia «Cuidem dos meus cachorros. Me desculpem. Eu os amo», para garantir que seus três animais de estimação seriam bem cuidados.

The Terrence Higgins Trust, um lar para gatos e cachorros abandonados e o centro budista de Londres receberam 100 mil libras (R$ 251,7 mil) cada uma. A organização beneficente Sarabande, fundada por ele e que leva o nome de sua coleção de Primavera/Verão de 2007, que oferece bolsas de estudos a estudantes da escola de design Central St Martins, onde estudou, também recebeu uma parte da quantia.

Entre os membros de sua família beneficiados em seu testamento estão seus irmãos, seu afilhado e todos seus sobrinhos. Eles receberão quantidades que variam entre 50 mil libras e 250 mil libras (entre R$ 125,9 mil e R$ 629,6 mil).

Para mais informações, leia o post em que apresentamos a exposição sobre Alexander McQueen.

Foto: Ed Kavishe na Wikipedia

Autor: Mariana Valle

Blogger na rede The Diktyo SL.Cursando Comunicação Social - Jornalismo na UFRJ.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *