Dieta cetogênica

Conheça como funciona a dieta cetogênica
Conheça como funciona a dieta cetogênica

Depois que surgiu o livro “Dieta do Dr. Atkins Scardale” o mundo do nutricionismo nunca mais foi o mesmo. Diversos especialistas se reúnem para comentar os benefícios e maléficos feitos por este tipo de regime alimentar. De certa fora a dieta é indicada apenas para as pessoas que estão em busca de músculos, como os fisiculturistas. Necessário ter longa jornada de treinamentos para gastar toda a proteína absorvida pelo organismo em excesso. Conheça como funciona a dieta cetogênica.

De acordo com a tese de Atkins, a principal causa da obesidade nos seres humanos está no excesso de carboidratos e não em consequência da gordura, como grande parte das doutrinas do gênero apontam dentro do campo da nutrição humana. Massas, pão, doces, biscoitos, bolo, sorvetes, arroz, chocolate, enfim, existem inúmeros alimentos compostos pelos carboidratos refinado, considerado como o pior tipo.

Nesse sentido, durante a primeira fase os dieters estão proibidos de comer os alimentos do gênero. Todavia, estão liberados para consumir outras fontes de energia, caso principal das fibras, gorduras e proteínas. A alimentação deve ser feita conforme o nível de treino.

Prejuízos da Dieta Cetogênica: Existem algumas desvantagens, sendo que o alto custo gasto apenas com carnes faz com que o orçamento disponibilizado para a alimentação em níveis consideráveis. Especialistas indicam que as primeiras semanas podem ser difíceis em consequência da ansiedade gerada pela falta do carboidrato. O cérebro fica prejudicado por causa da falta de açúcar no sangue, gerando assim desconforto e desconcentração nas atividades diárias.

O estresse representa outro prejuízo da dieta cetogênica que acontece nos primeiros dias, doença que mais mata seres humanos no século XXI. Este sentimento pode ser gasto na série de treinamentos. Nutricionistas entram em convergência ao afirmar que as pessoas sem força de vontade não pode começar com a dieta, visto que acontecem alterações significativas no organismo em cada mudança de costume alimentar. A dieta cetogênica possui dois níveis distintos que acontecem no ciclo semanal:

  • Segunda a sexta-feira: 66% de gordura, 33% das calorias de proteínas e 1% de carboidratos. Há comidas indicadas para esta fase, caso das folhas, carnes vermelhas, queijos e ovos. Fique atento com o peso e equivalência de carboidratos. Por exemplo, para cada cem gramas de alface há entre 01-02 gramas de carboidratos.
  • Fim-de-semana: 20% de gordura, 19% de proteína e 61% de carboidratos. Os dieters podem consumir toda a lista da primeira etapa, respeitando os valores da segunda fase. Alimentos com alto índice de carboidratos também são indicados, caso dos feijões, massas e legumes.

Leia mais:

Foto: thezakikhan.blogspot.com

Frutas que eliminam gordura

Pera, fruto ideal par quem quer emagrecer
Pera, fruto ideal par quem quer emagrecer

A eliminação de gordura representa desejo de grande parte da população que deseja manter a forma, algo que traz benefícios não somente estético como também à saúde. O corpo humano precisa de certo conjunto de nutrientes para manter o funcionamento em níveis qualitativos. Sem contar com a disposição que somente esta alimentação pode fornecer para as atividades físicas e mentais executadas no dia a dia. Conheça algumas frutas que eliminam a gordura.

Pera: O Instituto de Medicina Social da Universidade do Rio de Janeiro diz que este fruto é ideal par quem quer emagrecer.  A vantagem está na composição fibrosa. Alta quantidade de fibras auxilia para digestões rápidas e com êxito. Nas peras existem 3 gramas de fibras para cada 100 gramas consumidas, um dos maiores índices entre todos os tipos de alimentos.

Quem consome uma unidade por dia fica com 12% das necessidades das fibras insolúveis necessárias pelo organismo de maneira diária. Perfeitas para combater câncer de colo, diverticulite e prisão de ventre. Alguns nutricionistas recomendam a inserção de três peras na dieta diária. Não se esqueça de que todo o tipo de dieta deve ser consultado com os especialistas antes de serem iniciadas.

Grapefruit: Fruta de origem norte-americana que chegou para valer no mercado brasileiro no início do século XXI e já caiu no gosto popular de muitas pessoas que entendem em níveis pragmáticos os seus benefícios. Mesmo sendo muito popular em terras norte-americanas, está chegando com variedade no Brasil somente na atualidade.

Por este motivo os consumidores que não acharem grapefruit na feira podem apostar no consumo das laranjas, bem como nas suas variedades: laranja-pera e laranja-baiana. Alguns nutricionistas garantem que os compostos atuam de maneira semelhante no emagrecimento.

Banana: O amido residente possui poder de saciar a vontade de se alimentar de outras fontes gordurosas. Podem matar a fome por longo período. A Universidade de Louisiana, nos Estados Unidos, diz que o seu consumo auxilia na criação de hormônios, fazendo com que o organismo fique satisfeito. Não se pode esquecer ainda do aumento de peristaltismo no intestino proporcionado para combater o excesso de calorias.

Amêndoas: O estudo “City of hope national of obesy”, feito pela Universidade da Califórnia, diz que além de diminuir a gordura, elas também podem diminuir a taxa de colesterol negativo, sem contar que o valor de triglicérides pode diminuir em 30%. Interessante notar que poucas unidades por dia trazem resultados notados em poucos dias.

Leia mais

Algumas mulheres correm atrás do tempo para ficar mais “pesadas”

Foto: mynutrispa.blogspot.com

Dietas vegetarianas fazem emagrecer?

Dieta vegetativa está entre as mais sugestionadas pelos nutricionistas
Dieta vegetativa está entre as mais sugestionadas pelos nutricionistas

A cada ano surgem diversos livros que trazem títulos com promessas de dietas milagrosas. No entanto, para conquistar o objetivo de forma rápida, a dieta vegetativa está entre as mais sugestionadas pelos nutricionistas. Porém, é necessário ter em mente que se faz necessário a presença de nutricionistas para acompanhar a evolução do organismo com o novo costume alimentar.

Alguns especialistas americanos dizem que as pessoas que começam dietas vegetarianas possuem maiores chances de emagrecimento em curto prazo do que os vegetarianos de longa data. Existem outros benefícios na dieta, caso da diminuição dos problemas cardiorrespiratórios e cardiovasculares.

Neal Barnard e Susan E. Berkow são dois médicos americanos especializados no respectivo assunto. Os dois juntos possuem 40 estudos distintos sobre massa corporal e hábitos vegetarianos. A maioria das estatísticas aponta que mulheres vegetarianas pesam entre 6% e 17% a menos do que carnívoras. O mesmo índice entre homens é semelhante: 8% a 18%.

Opiniões Contrárias

Doutrinas apontam que não existem maiores chances de emagrecimento dos vegetarianos com relação aos carnívoros. A explicação se encontra no alto índice de massa magra que se perde quando o corpo deixa de consumir carnes, conhecidas por terem alto índice de proteínas.

Com a falta de proteínas o corpo mantém pouca gordura e começa a retirar energia do músculo no intuito e manter as vitaminas necessárias para manter o corpo em funcionamento. A sensação de não estar bem alimentado quando não se come carne acontece porque o organismo necessita de maior gordura.

Importância do Nutricionista

Especialistas concordam entre si ao afirmarem que dieta vegetariana sem nutricionista, além de não emagrecer, pode prejudicar a saúde. Vitaminas B12 ficam ausentes no organismo, proteínas com alto valor biológico. Conheça alguns efeitos colaterais para quem faz dieta vegetariana sem aconselhamento profissional.

  • Palidez acentuada
  • Cansaço
  • Apatia
  • Menor percentual de massa muscular
  • Queda de cabelo
  • Enfraquecimento das unhas
  • Anemias
  • Pele flácida e sem vida

Dieta vegetariana não eficaz

Existem pessoas que deixam de comerem carnes e mesmo assim continuam com peso alto. Isso acontece porque é muito fácil encontrar apoio para saciar a fome nos carboidratos refinados, doces e frituras.                    

Cada organismo possui particularidades distintas. A perda de peso está relacionada com o nível de metabolismo, representando processo natural do próprio corpo. Quando as pessoas restringem a alimentação são formados mecanismos de proteção que lançam contrarreguladores do peso.

Olho Atento na Leptina

A diminuição de leptina, hormônio fabricado pela gordura corporal, diminui a fome e aumenta os gastos energéticos. Com o crescimento da leptina surge a apetite, prejudicando na sustentação de perda do peso.

Leia mais

Foto: imagenybellezamujersiempre10.blogspot.com