SPFW: desfile de Samuel Cirnansck

Desfile de Samuel Cirnansck no São Paulo Fashion Week

Encerrando o terceiro dia de São Paulo Fashion Week a grife Samuel Cirnansck trouxe para a passarela modelos vestindo looks que imitavam peles de animais. Apesar da aparência de peles as peças foram feitas pelo estilista através de uma técnica já utilizada pela grife, que consiste em desfiar diferentes tipos de tecidos e depois trama-los novamente, o que gera a impressão de pele de animal.

Samuel Cirnansck é um conceituado estilista que preza em suas roupas pela feminilidade e trabalho artesanal. Suas peças são sempre repletas de dramaticidade lembrando figurinos de teatro e ópera, sua marca é importante no cenário nacional e internacional com características fortes e ímpares.

O estilista utilizou para desfiar e trançar tecidos leves, como sedas, porém cada vestido poderia gastar nessa técnica mais de 100m de tecido, o que confere a cara de inverno típica das peles, porém com leveza e balanço das sedas. Os modelos apresentados nessa coleção trazes as tendências para roupas de festa, estando mais distante dos looks possíveis no dia-a-dia.

Os tons utilizados no desfile passaram pelos dourados, pretos e brancos. Além da técnica já descrita que caracterizava a marca do desfile trazendo para passarela peles de animais, a grife também utilizou retalhos de tecidos e bordados para ajudar a criar a ideia de textura da pele de animais. Entre os bordados estiveram presentes os cristais, especialmente nos modelos dourados que tornavam o look puro glamour.

Outra tendência do desfile de Samuel Cirnansck é a utilização de transparências, os vestidos traziam a aposta de longos, muitas vezes encobrindo os pés e garantindo o equilíbrio entre o volume e textura da imitação de pele apareciam as transparências, que por sinal serão tendência certeira no inverno 2012, pois apareceram em desfiles de diferentes grifes.

Resumindo o desfile da grife pode-se citar que as peças que se destacaram foram longos com cintura marcada através de corpetes e com cintura baixa, a tendência do desfile ainda trouxe prioritariamente volumes na parte inferior das roupas o que confere favorecimento e valorização das silhuetas esguias.

A escolha das maquiagens e do cenário do desfile foram um show a parte que conferiram ainda mais glamour aos looks da grife. As modelos vieram com cílios postiços, olhos marcados atravessando um portão antigo durante todo o desfile. Apesar da cartela de cores enxuta e da proposta que foge de um verão tropical o desfile de Samuel Cirnansck trouxe verdadeiras joias para passarela.

Outras grifes do SPFW: Temporada de moda: São Paulo Fashion Week

Foto Samuel Cirnansck SPFW: lapatilla.com

Floppy: O chapéu do verão

Chapéu Floppy é tendência no verão

Não é de hoje que os chapéus fazem as cabeças das mulheres. Cada época teve o seu estilo, alguns menores, outros maiores, mas sempre foi um acessório ligado ao charme e poder. Nesse verão o chapéu que vem com tudo é o estilo floppy – chapéu com grandes abas que caem em onda ao redor da cabeça.-. além de belíssimo ele é muito versátil combinando com diferentes looks e ocasiões.

Floppy vem do inglês e quer dizer mole/desajeitado, esse tipo de chapéu é assim chamado, pois possui abas largas que se moldam de diferentes formas dando um ar descontraído e leve ao visual, é um chapéu com cara de férias e de dia ensolarado.

A versatilidade do chapéu floopy faz com que ele não seja um acessório exclusivo para os dias quentes e ensolarados passados na praia ou piscina, dependendo do modelo ele cai muito bem em um look urbano, como o usado pela atriz Vanessa Hudgens. Porém onde o floopy faz mesmo a cabeça de todas as mulheres é à beira mar onde além de lindo com suas abas largas ajuda a proteger do sol.

Toda mulher pode usar um chapéu do tipo floppy, basta saber escolher o modelo mais adequado ao seu estilo e corpo. Assim como todos os acessórios é necessário manter a proporção na hora da escolha do seu chapéu, o modelo floppy possui abas largas, mas em alguns modelos as abas são menores que em outros, por isso se você é pequena opte pelas abas menores, já as mulheres altas podem abusar no tamanho das abas. A mesma coerência deve ocorrer com relação à cor de seu chapéu, mulheres de pele morena e cabelos escuros combinam mais com chapéus de tom areia e palha, já as mais branquinhas podem apostar nos tons de azul e até preto.

Para as mais ousadas o chapéu do tipo floppy é ideal para ser ornamentado com faixas e laços coloridos que podem combinar com a saída de praia ou biquíni, além disso aposte na combinação com grandes óculos de sol. Seja na rua de uma grande metrópole, curtindo uma praia ou na beira da piscina, não deixe de escolher o seu chapéu e arrasar, pois a moda do verão 2012 promete sol com proteção e muito estilo.

Foto chapéu Floppy: oficinadamoda.com.br